0

POLICIAL MORTO EM ABORDAGEM NO ACRE

16 agosto 2016.
video
O cabo Alexandro Aparecido dos Santos, de 36 anos, da Polícia Militar (PM) foi morto com um tiro no pescoço durante uma abordagem a três pessoas no bairro Novo Horizonte, em Rio Branco. Segundo o capitão Felipe Russo, um dos homens reagiu à fiscalização, iniciou uma luta com o cabo e acabou conseguindo pegar uma das armas do militar.
A defesa de Kennedy Silva Magalhães, apontado como autor do disparo que matou o PM, disse, já nesta terça-feira (16), que não é possível afirmar que o tiro partiu de Magalhães, diz ainda que deve pedir perícia.Russo acrescentou que dois dos envolvidos foram presos no momento da ocorrência, incluindo o que efetuou o disparo. O terceiro suspeito conseguiu fugir do local, conforme informações da polícia. O cabo chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu a caminho do hospital.
"Vamos requerer a perícia e vamos ver se há resquício de pólvora na mão do Kennedy. Porque o que fica claro é que houve um tumulto. Totalmente diferente da primeira acepção da polícia, que alega que ele roubou e atirou contra o PM", diz.
os dois homens presos durante a ocorrência, de acordo com Russo, foram encaminhados à Delegacia de Flagrantes (Defla) também na capital acreana."A guarnição foi fazer uma abordagem de rotina e foram abordar três indivíduos a pé. Um deles reagiu, travou uma luta com o PM, conseguiu tomar uma das armas que ele portava e atirou. Ele [policial] faleceu na viatura do Samu", explicou o capitão.
Acusado teria oficializado denúncia contra PMs
O advogado Gouveia, que defende Magalhães, diz ainda que a família alega que o acusado sofria perseguição e agressão por parte de alguns policiais militares. A defesa diz ainda que os policiais foram até casa de Magalhães porque seu pai iria para um audiência na corregedoria.
"Ele [acusado) trabalha, tem carteira assinada, mas é dependente químico. A família alega que outros PMs agrediram ele e o perseguiam. Tanto que um senhor que trabalha na corregedoria aparece no vídeo porque foi intimar o pai do Kennedy a comparecer na audiência", diz. FONTE: G1
Notalamentável que toda vez sera assim, onde que guerreiros perdem a vida e justiça ficam de braços cruzados, ai eu me pergunto o direitos humanos ira dar assistência a família desse guerreiro?? não somente ele a outros policiais que tombam protegendo uma sociedade que ficam do lado de bandido, torço e espero que um dia essa inversões de valores mude...È como dizia meus avós "quem não deve, não teme" e ainda facilita na abordagem policial, pois ele esta ali para te proteger e proteger outras pessoas mesmo que isso custe a própria vida. 
  
0

MORRE ROBERTO GÓMES BOLAÑOS, CRIADOR DO CHAVES E CHAPOLIN

28 novembro 2014.

Comediante morreu aos 85 anos no México, segundo rede Televisa.
Ele tinha saúde 'frágil' e vivia com a esposa Florinda Meza em Cancún

Morreu nesta sexta-feira (28), às 14h30, aos 85 anos, Roberto Gómez Bolaños, criador dos seriados "Chaves" e "Chapolin". A informação foi divulgada pela rede de TV Televisa. A emissora mexicana foi a responsável pela produção dos programas mais conhecidos do humorista, escritor, ator, produtor de cinema, televisão e teatro.
Em fevereiro deste ano, quando Roberto Bolaños completou 85 anos, um parente confirmou à agência de notícias Efe que a saúde dele era “frágil” e que ele permanecia quase o tempo todo na cama, com acompanhamento 24 horas por dia.
Roberto Bolaños tirou seu apelido do dramaturgo William Shakespeare, cujo diminutivo em Espanhol era "Chespirito". Há alguns anos, ele se mudou para Cancún, no México, junto com a mulher Florinda Meza, a Dona Florinda da série.
LAMENTÁVEL ESSA PERCA!!!!!FONTE G1
0

MORRE O ATOR ROBIN WILLIAMS

11 agosto 2014.
Morreu o ator Robin Williams, segundo a polícia de Tiburon, no estado americano da Califórnia. Uma investigação sobre a causa e circunstâncias da morte está sendo feita.
Os investigadores disseram que Williams foi visto pela última vez vivo em sua residência, onde reside com sua esposa, na noite de domingo. Segundo a polícia californiana, a suspeita é que o ator tenha cometido suicídio por asfixia. Conhecido pelos papéis em comédias, Williams ganhou o Oscar de ator coadjuvante em 1998 pelo papel no drama "Gênio Indomável".
Segundo Mara Buxbaum, agente do ator, o corpo de Williams foi encontrado na manhã desta segunda-feira (11) e ele estava lutando contra uma depressão severa. "Esta é uma perda trágica e repentina. A família respeitosamente pede privacidade para este período muito difícil", disse Mara. Susan Schneider, esposa de Williams, também divulgou um comunicado. "Perdi meu marido e meu melhor amigo, e o mundo perdeu um de seus mais queridos artistas e belos seres humanos. Eu estou totalmente inconsolável. Em nome da família de Robin, pedimos privacidade durante esse período de profunda tristeza. Nossa esperança é que o foco não seja a morte de Robin, mas os inúmeros momentos de alegria e riso que ele deu a milhões de pessoas", disse.
Williams começou sua carreira em 1977, atuando na TV. Já demonstrando seu talento para a comédia, ele participou de diversos episódios do “The Richard Pryor Show”. Depois de ficar conhecido como o personagem Monk em “Happy Days”, conquistou o sucesso também no cinema já com seu primeiro papel. Em 1980, ele interpretou o marinheiro Popeye, em filme do mesmo nome.
Mas, apesar do destaque como comediante, ele também tem no currículo filmes que comoveram grandes platéias, como “Bom Dia Vitenã” (1987), “Sociedade dos Poetas Mortos” (1989), “Tempo de Despertar” (1990), “O Pescador de Ilusões” (1991) e “Gênio Indomável” (1997), que rendeu um Oscar de ator coadjuvante. FONTE G1
0

MORRE O CANTOR REGINALDO ROSSI

20 dezembro 2013.
Morreu às 9h40 desta sexta-feira (20), aos 69 anos, o cantor e compositor Reginaldo Rossi, de falência múltipla de órgãos. Conhecido como o "Rei do Brega" e autor do sucesso “Garçom”, ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Memorial São José, na área central do Recife, desde o dia 27 de novembro, para tratar um câncer no pulmão direito. Na quinta-feira (19), sofreu uma piora no quadro clínico.
Na porta do hospital, já é bastante intenso o movimento de fãs. O prefeito do Recife, Geraldo Julio, e o governador Eduardo Campos decretaram três dias de luto oficial.
Durante o tempo em que ficou internado, Reginaldo Rossi foi submetido a uma cirurgia para retirada de um nódulo na axila direita. A biópsia confirmou o diagnóstico de câncer. Ele também passou por um procedimento chamado de toracocentese, para drenar líquido acumulado entre a pleura e o pulmão.
Rei do Brega
O artista ganhou o título de “Rei do Brega” graças a músicas como “Garçom”, nas quais cantava sobre temas como amor e traições. Compositor de linguagem popular, ele também é autor de sucessos como "A raposa e as uvas", "Leviana" e "Recife minha cidade". Ele dizia que foi o primeiro na cidade  a usar calça sem pregas. "Passava na rua e os caras gritavam: 'Wanderléa! Olha a Wanderléa!' E depois todo mundo usava."
Apesar do jeito extrovertido nas entrevistas e apresentações, se dizia avesso à fama. "Eu sou muito tímido. Essa coisa que eu faço, que requebro no palco, canto 'Garçom', o corno e tudo mais, é para enganar minha timidez", afirmou recentemente em entrevista ao programa Bom Dia Pernambuco.
Nascido no Recife, em 1944, Reginaldo Rodrigues dos Santos começou a carreira na esteira da Jovem Guarda, na década de 1960, imitando Roberto Carlos. Antes, estudou engenharia civil e chegou a dar aulas de matemática. Ele faria 70 anos em fevereiro.
Quando trocou a sala de aula pelos palcos, optou por cantar rock no Nordeste e comandou o grupo The Silver Jets. Em 1966, lançou seu primeiro LP, "O pão". Somente em 1970, pela gravadora CBS, estreou em disco, com o LP "À procura de você", afastando-se do rock e passando a apresentar um repertório brega-romântico, do qual se tornou ícone.
Entre seus maiores sucessos estão, além de “Garçom” (1967), "A raposa e as uvas", "Em plena lua de mel" e "Leviana". Ele continuava fazendo shows pelo Brasil, apresentando o mais recente álbum, “Cabaret do Rossi”. Nos dias 21 e 22 de novembro, Reginaldo Rossi tocou no Manhattan Café Teatro, na capital pernambucana.
Tributo
Diversos músicos lançaram no ano 2000 um tributo ao artista, intitulado "ReiGinaldo Rossi". O disco tinha releituras de canções de Rossi cantadas por artistas como Lenine, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo, Eddie, Dolores, Paulo Francis, Querosene Jacaré, comadre florzinha, Stela Campos, Via Sat, Devotos, Otto e Mundo Livre S/A. O cantor pernambucano Silvério Pessoa, por exemplo, criou uma banda, a Sir Rossi, que dá novas roupagens às canções do artista.

FONTE G1
 
TRAGEDIAS E MORTES O REAL E CHOCANTE © Copyright 2011 | Template By |